Rio+20 Rio +Verde Oficinas de Introdução a Permacultura e Sistemas Agroflorestais no Complexo do Alemão , Rumo `a uma econômia Verde.

Rio+20 Rio +Verde Oficinas de Introdução a Permacultura e Sistemas Agroflorestais no Complexo do Alemão , Rumo `a uma econômia Verde.

Rio + 20                                                                 Rio + Verde

 

Oficina de Introdução a permacultura e sistemas agroflorestais no Complexo do Alemão

Realizada dos dias 6 -14 de Maio de 2012

A permacultura é um método holístico para planejar, atualizar e manter sistemas de escala humana (jardins, vilas, aldeias e comunidades) ambientalmente sustentáveis, socialmente justos e financeiramente viáveis.

Proposta:

Oficina de introdução a permacultura e sistemas agroflorestais  no Complexo do Alemão realizada entre os dias 6-14 de Maio de 2012.

Objetos gerais:

Capacitação da comunidade do complexo do Alemão para a execução de tecnologias ecológicas de baixo custo, usadas pela Permacultura.

Objetivos atingidos:

Durante os dias 6-14 de Maio de 2012, passaram por nossa oficina 74 Alunos. Desse a grande maioria da própria comunidade. Empregamos por uma semana vários jovens da comunidade, para que pudessem se dedicar ao curso. Foram capacitados bombeiros, pedreiros e agricultores da comunidade nas técnicas de tratamento ecológico de Esgoto ( Bacia de Evapotranspiração), Aquecimento Solar de Baixo Custo (ASBC) e em sistemas Agroflorestais (SAF) para a produção de Alimentos.

Foram concluídas as oficinas de Introdução a Permacultura Urbana, Compostagem, Forno Solar e as implementações da Bacia de Evapotranspiração, Circulo de Bananeiras, ASBC e canteiro Agroflorestal de 200m2 durante a própria semana do curso.

Promoção/Imprensa:

Conseguimos durante a semana do curso bastante atenção da Imprensa com matérias na Radio CBN, TV Brasil, TV Futura, Globo News, Revista VEJA, entre outros.

TV Brasil

http://rio20.ebc.com.br/noticias/complexo-do-alemao-da-exemplo-de-permacultura/

CBN

http://cbn.globoradio.globo.com/rio-de-janeiro/2012/05/05/MORADORES-DO-COMPLEXO-DO-ALEMAO-COMECAM-A-APRENDER-TECNICAS-SUSTENTAVEIS-E-DE-BAIXO-CU.htm

Fotos1

http://www.facebook.com/photo.php?fbid=461965633820797&set=at.100395759977788.782.100000220925816.1231494560&type=1&theater

Fotos2

http://www.facebook.com/media/set/?set=a.3993076465264.2177745.1231494560&type=1

Rio +20:

Durante a Rio +20 estaremos apresentando o projeto na MAM, Pier Mauá, no evento Circo Digital ( Circo Voador) e na Centro de Educação Ambiental do Complexo do Alemão em Olária.

Objetivos Futuros:

Diversas comunidades tanto no próprio RJ como Rocinha e Vidigal já demonstraram interesse em replicar essas oficinas. Também recebemos pedidos no Maranhão, em Santos – SP para levarmos esse trabalho para lá. Esperamos que o Projeto Rio +20 Rio +Verde possa ser replicado em diversas comunidades pelo Brasil afora, assim estimulando o desenvolvimento de uma Economia Verde.

 

 Curso de Introdução a Permacultura Urbana

Oficinas:

1-Introdução a permacultura Urbana

01 dia :

  • Historia da permacultura , princípios e ética
  • Oficina de minhocário e horta urbana.

02 dia:

  • Reflexão sobre o espaço Verdejar, Planejamento permacultural e construção de forno solar.

Aula teórica

1-Circulo de Bananeiras:

Consiste num buraco circular de 1 metro de profundidade por 1 metro de largura, coberto com matéria orgânica e  plantado com bananeiras associadas a outras espécies frutíferas e ornamentais. Essa tecnologia é apropriada para tratar águas cinzas ( água de pia e chuveiros)


2 -Bacia de Evapotranspiração:

 Consiste num tanque submerso impermeável, construído em ferrocimento artesanal, com 1,2 m de profundidade, preenchido com matérias de diversas granulometrias funcionando como um filtro.

Na camada mais superficial é depositado solo fértil, onde serão  plantadas plantas

apropriadas para a  realizarão da transpiração da água proveniente do esgotamento sanitário,

devolvendo-a  à natureza por meio de vapor na atmosfera, esse processo  garante  a total

isenção de contaminação de solos ou aquíferos, e permiti ainda uma ótima adubação

para as plantas em questão. Essa tecnologia é apropriada para tratar água com esgoto

(água da descarga).

Este processo de ecossaneamento, oferece várias vantagens, pois,  além de resolver o problema da contaminação do solo e do lençol freático pelo esgotamento sanitário possibilita a  criação de um belo pomar associado a plantas ornamentais, qualificando o espaço publico da comunidade e a produção de alimentos.

Objetivo especifico:

Oferecer a comunidade  a oportunidade de aprender e  construir uma tecnologia sustentável que embeleza seu espaço de convivência, produz alimentos e não polui seu meio ambiente.

Bacia em Construção no Complexo do Alemão

Metodologia:

Consiste em exposição oral dialogada e aprendizagem na prática utilizando linguagem

simples e apresentação de fotos e esquemas  conforme descritos abaixo:

Esquemático de uma Bacia de Evapotranspiração

Etapas de execução da Bacia de Evapotranspiração:

  1. · Escavar o Tanque da bacia de 20 m², um retângulo 3,33×6 metros com 1,2 m de
  2. profundidade.
  3. · Construção da bacia com ferro cimento artesanal.
  4. · Deposição de pedras, brita, areia e terra fértil para formar o filtro.
  5. · Plantio das plantas adequadas ao sistema.
  6. · Cobertura com matéria orgânica

Crianças da Comunidade ajudado no plantio sobre a Bacia de Evapo

Circulo de Bananeiras

  1. · Escavar o Circulo.
  2. · Plantio de Bananeiras e ornamentais.
  3. · Cobertura com matéria orgânica.

Conteúdo programático:

· 1 Dia:

  • Apresentação
  • Aula Teórica Saneamento Ecológico em Power Point – DATASHOW
  • Reconhecimento do Terreno e Realidade Local
  • Conhecimento das Funções e Divisão de Equipes
  • Trabalho Inicial

Bacia de Evapotranspiração no Morro da Esperança

· 2 Dia:

  • Alongamento
  • Trabalho Ferrocimento artesanal
  • Trabalho Reboco
  • Aula Teórica Técnicas de Bioconstrução

· 3 Dia:

  • Alongamento
  • Trabalho Impermeabilização
  • Trabalho Preenchimento filtro
  • Trabalho Plantio
  • Conclusão da Oficina

      Turma depois de terminar a Bacia de Evapotranspiração

3 -Sistemas Agroflorestais

Resgata a forma ancestral de cultivo da terra, associando espécies arbóreas lenhosas (frutíferas e madeireiras) com cultivos agrícolas, de forma simultânea ou em sequência temporal e que interagem econômica e ecologicamente.

 

Objetivo especifico:

Oferecer a comunidade  a oportunidade de aprender e  construir um sistema  de produção sustentável e diversificado.

Jovens da Comunidade aprendendo a implementar

um Sistema Agroflorestal para a produção de Alimentos.

Metodologia:

Consiste em aulas teóricas para contextualizar o processo agroflorestais como forma de produção sustentável e aulas praticas para capacitar a comunidade para gerenciar seu meios de produção, apresentação de fotos e esquemas  conforme descritos abaixo:

Planejamento do Plantio

 

Etapas de execução:

  1. Preparo do terreno
  2. Adubação da terra
  3. Plantio de mudas e sementes de espécies nativas e cultura (30-40 arvores)

 

Curso de Agrofloresta no Alemão

Conteúdo Programático:

Teoria sobre os fundamentos da agroflorestal

  1. Sucessão natural
  2. Policultura X monocultura
  3. Adubação orgânica
  4. Manejo de sistemas agroflorestais

 

Área de Agrofloresta com 2-3 anos

4 -Aquecedor Solar de Baixo Custo – ASBC

Com  a finalidade de substituir a energia utilizada em chuveiros elétricos  por energia solar durante vários dias do ano, O ASBC consiste em  coletores solares de PVC conectados a uma caixa d’água revestida de material isolante térmico para armazenar a água quente, complementado por um esquema simples que leva  a água quente até o banheiro, e misturando-a  com a água fria em um chuveiro elétrico, permite aumentar a temperatura da água em dias de pouca insolação.

Esse sistema gera economia para as famílias por meio  da redução da  taxa de energia elétrica e proteção do meio ambiente pela redução das emissões de gases de efeito estufa e manutenção dos recursos hídricos.

 Objetivo Específico:

Capacitar o participante a dimensionar, fabricar, instalar, e dar manutenção em sistemas

ASBC de forma profissional e autônoma.

Implementação de ASBC na sede da Verdejar no Morro da Esperança


Metodologia:

Consiste em exposição oral dialogada e aprendizagem na prática utilizando linguagem simples, e apresentação de fotos e esquemas de diversas instalações, que auxiliam a visualizar as possíveis situações que poderão ser encontradas no futuro.

Dois modelos são montados para apresentar os conceitos de forma tangível: um modelo didático funcional, em miniatura, que impressiona pela simplicidade do material e rapidez do aquecimento;

O curso alterna entre aula teórica e prática várias vezes, repetindo o conteúdo de diversas maneiras, atendendo à facilidade individual de aprendizagem.

A movimentação do grupo facilita discussões que aprofundam o conhecimento adquirido. No trabalho prático, a turma é dividida em grupos menores para que todos tenham a oportunidade de executar cada passo da fabricação, e se sintam seguros para repetirem

a atividade posteriormente.

ASBC Instalado

Execução:

Execução de um  modelo em tamanho real de um sistema de 200 litros com dois coletores, onde as etapas da instalação são inicialmente apresentadas e depois executadas pelos

próprios participantes.

Interligação do  sistema de aquecimento ao ponto de consumo no banheiro.

Conteúdo Programático:

  1. · Formas de utilização da energia solar;
  2. · Apresentação da Sociedade do Sol;
  3. · Princípio de funcionamento do ASBC;
  4. · Dimensionamento do sistema;
  5. · Fabricação dos coletores;
  6. · Detalhes de fabricação do reservatório térmico;
  7. · Detalhes da montagem do sistema e instalação;
  8. · Exemplos de instalações (fotos);
  9. · Detalhes da Interligação do sistema ASBC até o chuveiro;
  10. · Operação e manutenção do sistema;
  11. · Custo do sistema e retorno do investimento;

Conclusão:

Esse primeiro curso de Permacultura Urbana e Sistemas agroflorestais em uma Favela, nos mostrou o quão aberto essas populações estão a esse tipo de tecnologia. Acreditamos que essas comunidades tem o potencial de fato de estimular o desenvolvimento de uma Economia Verde. Esperamos então que essa oficina possa  vir a ser reproduzida/adaptada a diversas comunidades no Brasil.

 

Desdobramentos: Um de nossos financiadores se dispôs a pagar um salario mínimo, para uma pessoa da Comunidade, durante um ano, para que o Canteiro Agroflorestal de fato se torne produtivo.

Recebemos requisições para reproduzir o curso em diversas comunidades, assim como apresentar o resultado dessa primeira iniciativa durante a Rio +20.

“ A única decisão verdadeiramente ética é cada um tomar para si

a responsabilidade de sua própria existência e da de seus filhos” (Bill Mollison)

Realização: Jardim Botânico de Brasília, Fazenda da Toca, Nosso Jardim e Verdejar

Parceria: MMA, MDS, MD, Jardim Botânico do Rio de Janeiro, Ipoema, Ciclo, Permario, Horta Urbana, Solarize, SEMARH, Governo do Distrito Federal

Apoio: Jornal Voz Das Comunidades, Novo Complexo, Núcleo De Mulheres,

O Articulador, Projeto Bom Fruto, Cedaps,cooperativa Ecos Da Liberdade,

Cufa Alemão, Descolando Ideias, Foto Clube Alemão, Grupo Pensar,guia Do Complexo,

Horizonte Gastronômico, Instituto Musiva (Tecendo Arte),Instituto Raízes Em Movimento

Complexo -facebook, Eco-Creatione, SERPRO

Contato: jardimbotanicodebrasilia@gmail.com

Links: http://www.jardimbotanico.df.gov.br/ , http://ciclo.org/, http://www.ipoema.org.br/, http://www.solarize.com.br/, http://permario.org/ , http://www.hortaurbana.com.br/ , http://verdejar.org.br/